Despertei um pouco antes do horário normal, olhei para o relógio e decidi  dormir mais uns 20 minutinhos.
Acho que acordei porque passei por algum  pesadelo, algo que realmente me incomodou, há muito tempo não conseguia  despertar antes do horário.
Ajustei o despertador, pousei minha cabeça sobre o  travesseiro, bastaram alguns segundos para o sono tomar conta novamente de minha  mente,
adormeci muito rapidamente, o corpo e a mente ainda estavam cansados.
Visões começaram a tomar conta, encontrei com você novamente, um encontro  totalmente inusitado,
a primeira lembrança é o abrir da porta, sem mesmo ter  escutado o tocar da campainha,
você posto em pé perante a porta, com um lindo  sorriso, olhar deslumbrante e algo desconcertante diante de meus olhos.
Você vestia uma calça jeans bem clara, uma camiseta branca. Você entrou, conversamos  rapidamente, não me lembro da conversa,
na realidade, apenas tinha visões de  nossas bocas se mexendo, fazendo parecer que uma conversa calma se desenrolava  entre nós.
Quando menos percebi, nossos rostos estavam muito próximo, você com  um sorriso contagiante, olhos nos olhos, estava perdido nesse momento,
não sabia  que atitude tomar. Havia uma leve sensação de que deveria me afastar mas algo me  prendia como se houvesse um certo peso que não
me deixava tomar um passo para  trás, simplesmente fiquei ali, parada, diante de seu lindo rosto e de sua feição  suave e convidativa.
Senti uma enorme vontade de beijar sua boca, algo se revirava em meu  estômago, apesar dele estar completamente vazio, uma ansiedade
tomava conta de  meu corpo como se algo fosse explodir. Em um leve movimento você envolveu meu  rosto com sua mão esquerda e num simples gesto de
carinho me deu um pequeno  beijo, um simples toque em meus lábios. Meu corpo já não compreendia o que  estava realmente acontecendo.
Como num piscar de olhos, estávamos nos beijando  voluptuosamente, cheios de carinho e paixão como há muito tempo não acontecia.
Nesse momento já não conseguia enxergar e pensar em nada, apenas no envolver de  nossos beijo que jamais demos.
Nos abraçamos com força, como se  não quiséssemos nos perder um do outro.
Foram os minutos mais longos de minha vida, quando nos afastamos, seu olhar  era de satisfação, era de alegria, seus olhos sorriam para mim.
De repente, você  se vira, corre não sei para onde e simplesmente se vai. Quando volto ao  meu consciente, te vejo em uma casa que não reconheço mas me parece muito  familiar.
Percebo que não é sua casa e de nenhum parente seu, mas era realmente  uma casa muito familiar. Você está de costas, conversando com alguém, de repente  se vira e me encontra,
você diz algo que não consigo ouvir, talvez não consigo  me lembrar do que disses. Alguns instantes depois, estou em casa novamente e  abro a porta para você.
Sem ao menos dizer uma palavra, você me agarra, me abraça e nos beijamos  novamente, mas dessa vez com um gosto de quero mais que um simples beijo.
Nossa  respiração toma conta do ambiente, é o único som que conseguimos ouvir e até  mesmo sentir.
Acordo desesperada, procurando por você, querendo seu beijo, mas a  única coisa que encontro são as lembranças de um sonho.
E realmente foi um  sonho, não foi uma lembrança , foi apenas um sonho.

 

E infelizmente,  sonhos são apenas sonhos…

..........Próximo
Anterior..........