Nada acontece por acaso, antes mesmo do resfriado ou da gripe, sentimos o nariz entupindo, a boca vai ficando amarga.
Para tudo a vida manda-nos sinais; uns mais claros e diretos, outros ainda bem leves, mostrando que estamos no começo de uma mudança.
Assim, o relacionamento não acabou da noite para o dia como as vezes queremos acreditar, nem a obesidade ocorre num instante, nem a anorexia se instala como vírus, nem a depressão se instala em uma tarde de chuva.
Tudo vem com o tempo, e vem com sinais…
A vida manda sinais a todo o momento, mas, para a maioria deles nem ligamos.
E, aqueles que pedem mudanças em nossos hábitos, são relegados, deixados de lado, porque toda mudança interior pede esforços.
As vezes precisamos “suar lágrimas de sangue”, chegar ao extremo de nossas forças, para largar um vício ou um costume antigo, então, mudar não é fácil, por isso adotamos o: “deixa a vida me levar”, e para alguns casos, a vida leva para lugares bem desagradáveis, como UTI’s, asilos, a dureza das ruas e por fim, ou até mesmo um cemitério.
Hoje, quando o dia apresenta respostas, fique atento aos sinais, e se for preciso, procure ajuda, busque um médico de confiança, uma pessoa com mais experiência para aconselhar, e faça o mais importante: pergunte para você mesmo o que é preciso mudar, o que já não dá mais para adiar? Então, jogue fora o que não lhe faz bem, e descubra quanto poder você tem, quando determina uma mudança, quando percebe o sinal da vida, e diz sim para o seu melhor amigo: você!

..........Próximo
Anterior..........