O inverno é a época em que a pele mais resseca.
A umidade relativa do ar se encontra baixa, assim como as temperaturas, e o corpo acaba sofrendo.
A ingestão de água também diminui, prejudicando a hidratação da pele, que pode ficar com rugas mais evidentes.
“A face, os lábios e as mãos são as áreas mais prejudicadas pelo frio, pois ficam mais expostas.
Os banhos quentes também são mais comuns, podendo favorecer o surgimento de dermatite seborreica (descamação da pele)”,
afirma Adriano Almeida, dermatologista e tricologista do Centro Integrado de Prevenção do Envelhecimento (CIPE).
É preciso hidratar a pele todos os dias Os cremes e loções ajudam a hidratar a pele, formando um filme protetor. O segredo para manter a pele sadia é beber água e caprichar na alimentação, consumindo frutas e verduras.
“Antioxidantes orais, como o ômega 3, fazem parte da dieta antienvelhecimento, melhorando a hidratação e mantendo a integridade da cútis”, orienta Almeida.
A hidratação diária é necessária, assim como o uso do protetor solar, evitando o envelhecimento precoce.
“A pele pode ser massageada com óleos, que são excelentes hidratantes e podem ser usados no banho ou no pós-banho.
Além de manter a pele íntegra, ajuda a relaxar”, diz o dermatologista.
Caso o produto seja removido no chuveiro, o médico aconselha a aplicar também um hidratante corporal.

..........Próximo
Anterior..........