“Se dois de vocês concordarem na terra em qualquer assunto sobre o qual pedirem, isso lhes será feito por meu Pai que está nos céus.” _ Mateus 18: 19

Se alguém lhe dissesse que mudando apenas um aspecto do seu casamento você teria quase que cem por cento de garantia de que a vida de vocês como casal melhoraria significativamente, você, no mínimo, gostaria de saber que aspecto é esse. Para muitos casais cristãos esse “aspecto” é a prática diária de orarem juntos.
Para alguém que tende a desvalorizar questões espirituais, isto soa bastante ridículo. E se você dissesse para ele que orar junto é um ingrediente chave para a longevidade matrimonial e para o aumento da intimidade sexual, ele pensaria que você realmente está exagerando. Mas a unidade que cresce entre um homem e uma mulher que regularmente oram juntos cria uma conexão intensa e poderosa. Dentro do santuário do seu casamento, orar junto pode operar maravilhas em todos os níveis do seu relacionamento.
Quando vocês se uniram como marido e esposa, Deus lhes deu um presente de casamento – um parceiro de oração permanente por toda vida. Quando você precisa de sabedoria para certas decisões, você e seu parceiro de oração podem buscar a Deus juntos para achar a resposta. Quando você estiver sofrendo com seus próprios temores e com suas inseguranças, seu parceiro de oração pode segurar a sua mão e interceder em seu favor. Quando você e seu cônjuge não se entendem e não deixam passar uma discussão ou uma “espetadinha’ sequer,.você pode parar um pouco, abaixar as suas armas e ir com seu parceiro em direção a uma oração de emergência. Esse deve se tornar seu reflexo automático quando você não sabe mais o que fazer.
É difícil ficar muito tempo com raiva de alguém com quem você esteja orando. É difícil não voltar atrás quando você está ouvindo seu cônjuge clamar a Deus humildemente e pedir a Ele por misericórdia em meio a sua pior crise. Em oração, as duas pessoas se lembram de que Deus as fez uma. Em Sua presença unificadora, a discórdia se rende à beleza.
Orar por seu cônjuge leva seu coração a se importar mais profundamente com ele.
Porém, ainda mais importante que isto, Deus se agrada, ainda mais, quando vê vocês dois se humilhando e buscando a Sua face juntos. A bênção de Deus desce sobre vocês quando concordam em oração.
A palavra que Jesus usou quando falava de “concordância” em oração dá a idéia de uma sinfonia harmônica. Duas notas separadas, tocadas cada uma a seu tempo, soam de maneira diferente. Elas são opostas uma a outra. Mas se tocadas ao mesmo tempo – em concordância – elas criam uma agradável sensação de harmonia. Juntas elas têm um som mais pleno, mais completo do que quando tocadas separadamente.
Concordar em oração é assim – mesmo em meio ao desentendimento. Isso atrai ambos em direção ao que realmente importa. Coloca vocês em solo comum, face a face com o Pai. Restaura a harmonia em meio à contenda.
A igreja, que nas Escrituras tem uma conotação de casa mento com Cristo, pode, às vezes, ser o lugar onde o conflito governa. A discórdia que surge de vários problemas pode afastar a igreja de sua missão e interromper o livre fluir da adoração e da unidade.
Por vezes, líderes cristãos percebem o que está acontecendo, acabam com as discussões e chamam o povo de Deus para orar. Em lugar de continuar com a discórdia.e permitir que mais sentimentos sejam feridos, eles buscam a unidade ao voltar o coração para Deus e pedir ajuda a Ele.
A mesma coisa acontece em nossas casas quando existe a intervenção da oração, mesmo em pontos elevados de discórdia; “Ela estanca o sangramento. Aquieta as altas vozes. Quando você entende na presença de quem está, a oração lhe tranqüiliza.
Mas a função da oração é muito mais do que acabar com as brigas. A oração é um privilégio a ser curtido em uma base diária e consistente. Quando você sabe que o tempo de oração lhe espera antes de ir dormir, ela mudará a maneira como você passa suas noites. Mesmo se as orações de vocês forem freqüentemente curtas e objetivas, isso se tornará um compromisso permanente de manter Deus no centro de tudo em sua vida.
É verdade que iniciar um hábito como este pode parecer, a princípio, desconfortável e embaraçoso. No mínimo este hábito lhe surpreenderá com seu peso e sua responsabilidade quando você realmente tentar fazê-lo. Mas tenha em mente que Deus deseja que você se envolva com Ele – de fato, Ele lhe convida – e fará você crescer à medida que levar isso a sério e superar as vezes que você não sabe o que dizer.
Você olhará para o passado, nesta aliança comum que percorre tudo, desde aquela simples decisão, até ao que diz respeito a decisões mais sérias e será muito grato a Deus por este aspecto que mudou tudo. Esta é uma área onde é essencial que vocês concordem.

DESAFIO DE HOJE:

Pergunte ao seu cônjuge se vocês podem começara orar juntos. Conversem sobre a melhor hora para fazer isso, seja pela manha na hora do almoço ou antes de dormir. Utilize este tempo para colocar suas preocupações, discórdias e necessidades diante do senhor. Não esqueça de agradecê-lo pela provisão e pelas bênçãos. Mesmo se o seu cônjuge se recusara fazer isso, decida ter esse tempo de oração diariamente ainda que sozinho.
O que você pode fazer para que o seu marido ou a Sua esposa esteja disposto (a) a orar junto com você? Se vocês concordaram em orar juntos, como foi? O que você aprendeu com isso?

Já de manhã a minha oração chega a Tua presença. (Salmos 88:13)

Adicione um comentário abaixo de como foi o 37º dia 

..........Próximo
Anterior..........